A importância de uma verdadeira Comunicação Interna


No decorrer dos anos, o mundo passou por rápidas e dramáticas modificações e

esse processo parece irreversível. Numa sociedade conectada, a circulação ampla das

informações e os avanços tecnológicos que impactam a vida das pessoas, estão, praticamente,

ao alcance de todos.

Nós descobrimos que temos espaço para falar e fazemos o uso de todos os

meios de comunicação para expormos nossas opiniões, críticas e ideias. E assim, o

espaço aberto para o debate se fortalece, exigindo que todos se adaptem a essa nova

realidade.

No mundo empresarial, o cenário não é diferente. As organizações notam a

mudança de atitudes de seus colaboradores. A remuneração ainda é valorizada, mas já

não é mais a principal, nem a nossa única, motivação.

A visão ultrapassada que contemplava o nosso trabalho apenas como mão de

obra limitada à função que exercemos, precisa ser imediatamente revista.

Gradativamente, vamos sentindo a necessidade de sermos reconhecidos, informados

sobre os acontecimentos do cotidiano da empresa na qual trabalhamos e de termos

maior participação nas decisões da companhia.

Buscamos transparência, informação, clareza nas ideias e objetividade. Hoje

precisamos entender, aceitar e nos identificar na visão, missão e valores da empresa

para nos comprometermos com as nossas funções.

Procuramos um ambiente que satisfaça o nosso dia a dia e se não o

encontramos sempre estaremos abertos às novas oportunidades e desafios. E isso

reflete diretamente nas organizações, pois esse novo cenário impacta o aumento de

rotatividade e consequentemente nos resultados da companhia.

O que as empresas precisam entender é que ao apostarem na aproximação com

seus colaboradores, investindo na construção de um ambiente agradável no trabalho, as

organizações tornam-se reconhecidas por seus públicos estratégicos. O sucesso da

Great Place to Work (GPW), está em representar milhões de funcionários em todo o

mundo, que elegem suas empresas como o melhor lugar para se trabalhar.

Esse trabalho iniciou-se quando dois jornalistas de New York, Robert Leving e

Milton Moskowitz, escreveram um livro nomeado “As 100 melhores empresas para se

trabalhar na América”. No decorrer da experiência, de forma surpreendente os autores

descobriram que uma boa organização não está baseada apenas em benefícios,

programas e práticas para funcionários. As companhias bem sucedidas são aquelas cujos

colaboradores valorizam a confiança, orgulho e camaradagem.

Desde então, esse cenário levou à fundação da GPW, que observou a mudança

na cultura de algumas empresas e decidiu auxiliá-las para criar um excelente ambiente

de trabalho. No Brasil, a Great Place to Work estabelece parceria com os principais

meios de comunicação e divulga anualmente o ranking das melhores empresas para se

trabalhar.

Um trabalho sério, que já é reconhecido pelos empresários como um importante

aliado e que está apoiado na tese de que o principal público de uma companhia é o seu

colaborador.

Gabrielly Soares é jornalista e pós-graduada em Comunicação Organizacional. Nasceu em família de radialista e roteirista, por isso seu caminho não poderia ser diferente. A maioria dos seus trabalhos sempre foram voltados ao entretenimento, por isso tem uma paixão especial pela área. No meio do caos chamado crise e desemprego lançou o Blog da Gabys, para preencher o seu tempo de uma forma feliz, útil e motivadora.

---------------------------------------------

Nota: As idéias e opiniões contidas no texto são de responsabilidade do autor, não expressando, necessariamente, os valores e sentimentos da Mazzi Comunicação Integrada.


elementos-academicos-giz-projeto_1379-12
MAZZI COMUNICAÇÃO E MARKETING

contato@mazzicomunica.com.br

Marina  - Tel: 011- 9 8203-9903   

Ricardo  - Tel: 011- 9 6431-0372  

 

soon-873316_960_720.png

Fale com a gente!

  • Facebook da Mazzi
  • Instagram da Mazzi